Marrocos: Roteiro de 4 dias e o Deserto do Saara

Texto por: Joice Alves

Uma das histórias que mais tenho orgulho de contar é a de que passei uma noite no Deserto do Saara, isso mesmo, dormi no deserto, e ainda andei de camelo e “esquiei” nas dunas de areia em pleno Marrocos. Foi fantástico. É possível fazer tudo isso e ainda conhecer a cultura Marroquina em um roteiro de algumas noites. Eu sugiro 5 noites, mas se você não tiver com muito tempo, com 4 noites da pra fazer um passeio legal.

Vou dividir com vocês um pouco de como eu fui: Primeiro, Marrocos é o país, Marrakech a capital, tipo Brasil e Brasília rs! Me desculpem os que já sabiam, mas eu descobri essa diferença planejando a minha viagem :D, portanto, informação importante!

Bom vamos lá: Se você for a partir do Brasil só para conhecer o Marrocos, dai sugiro um roteiro que inclua Casa Blanca, Agadir e Fez, esse roteiro também é bem bacana, mas hoje vou falar do meu. Estando na Europa, compre um voo para o Aeroporto de Marrakech-Menara (codigo do aero RAK). Se você for mais aventureiro, pode chegar também pelo estreito de Gibraltar (é o chamado Paraguai da Europa), essa parte fica pra outro post. Com as datas de ida e volta, contando 5 noites la, você pode contatar um receptivo local, eu fui com a Sun Dunes Experience, eles reservam tudo que você precisar, desde buscar no aeroporto, hotel, passeios, indicam restaurantes, se você quiser mudar o roteiro no meio da viagem também é possível, eles replanejam e por fim, te levam pro aero para você ir embora.

Chegando no aeroporto, ainda dentro do avião é preciso preencher uma fichinha para imigração com alguns dados como número do passaporte e endereço do hotel, é bom que você tenha esses dados a mão para evitar o “abre malas”. Passando pela imigração, dentro da área de desembarque tem guichês de casa de câmbio, da pra trocar a moeda ali mesmo (eu tive dificuldade pra trocar EUR por MAD na Europa), mas por fim descobri que em todo lugar em Marrakech eles aceitam euro, então, em relação a grana é tranquilo. Saindo do desembarque, o nosso guia, Zakaria, estava esperando por nós, super simpático e atencioso, nos levou de carro (uma SUV nova e confortável) até o hotel (ou Riad que é tipo uma pousada), cerca de 20 minutos de carro. Chegamos a noite, por isso, só combinamos com ele o horário de encontro na manhã seguinte (onde partiríamos para o Deserto do Saara).

Viagem ao Deserto

No outro dia, la estava o nosso guia Zaks prontamente nos esperando. O nosso passeio era em grupo e partimos para uma viagem de van em 12 pessoas (no nosso grupo tinham portugueses, italianos, australianos e nós brasuquinhas). Essa parte é um pouco chata, foram 8 horas, isso mesmo oooiiitooo horas de viagem dentro de uma van pelas Montanhas dos Atlas, mas calma, teve parada por almoço e pro xixi. Tínhamos que chegar ao deserto antes das 5pm para ver o por do sol no deserto, que é o ponto alto do passeio, por isso,  partimos entre 7:30 e 8am, por volta do meio dia fizemos a primeira parada, com um tempo razoável para almoçar, nesta parada tem um mini tour por um set de filmagens famoso por la, o Aït-Ben-Haddou.

Marrocos: Roteiro de 4 dias e o Deserto do Saara

Lá foi gravado Game of Thrones, Gladiador, entre outros, eles consideram a Hollywood do Marrocos (ok, né – é tour estamos dentro), o tour é legal, da pra conhecer o costume local, artesanato e tals.

Marrocos: Roteiro de 4 dias e o Deserto do Saara

Voltando a estrada, seguimos por mais algumas horas, nessa parte, a paisagem me pareceu mais legal pois estávamos mais “altos”, também pode ser porque eu estava alimentada rs… Finalmente chegamos ao portão de entrada do deserto. Nos hospedamos em um hotel bem legal com uma paisagem mara, como a viagem foi cansativa e a noite cai bem rápido, ficamos conversando, a paisagem é maravilhosamente inexplicável, desde este dia eu digo que o céu não é azul e sim prateado, eu nunca vi tanta estrela, é realmente encantador.

No dia seguinte, tivemos a manhã livre e após o almoço partimos efetivamente para o deserto, e o melhor fomos de camelo, sim você andará de camelo, e dai, da-lhe montanha de areia, o passeio no bichinho dura cerca de 40 mins e nos leva até o acampamento onde passamos a noite.

Marrocos: Roteiro de 4 dias e o Deserto do Saara

Como estamos falando de deserto, no acampamento, não há água, me lembro que tinha uma caixa d’água e um banheiro provisório, da pra fazer xixi, mas não da pra tomar banho, a água não é potável, mas como a gente tinha garrafas de água mineral de 2lts (por conta do calor), deu pra escovar os dentes e lavar o rosto no outro dia. Ainda sobre a estrutura do acampamento, eles montam barracas confortáveis, nada de entrar abaixado e dormir encolhido. As barracas tem as dimensões de um quarto normal, dormimos em “tatames”, que são super confortáveis com travesseiros e cobertores. Não sei explicar ao certo, mas no deserto, na época que eu fui (Novembro) durante o dia a temperatura é agradável, mas a noite faz muito frio, ainda assim, não se preocupe, eles sedem quantos cobertores você precisar.

Você deve estar pensando: vou chegar la só para dormir? Calma, claro que não, é que trata-se de uma viagem de experiencia e você tem que viver o momento! Partimos para o meio do deserto de camelo, chegamos ao acampamento por volta das 4:30/5 pm, dai já deixamos as nossas coisas nas barracas e eles disponibilizam uma pranchas ou skates sem rodas para brincarmos das dunas, é muito divertido, ver o por do sol no deserto é o ponto alto de toda a viagem, me desculpem, mas não consigo escrever a sensação maravilhosa de ver este por do sol, guardo ele no meu coração, pois foi um momento que me maravilhei com as belezas do mundo.

Por volta das 7pm é servido o jantar, se não fosse o curry que tem em todas os pratos, seria perfeito. O curry na comida é o ponto baixo da viagem, mesmo assim o jantar é bem legal, os “funcionários” são super simpáticos e gostam de conversar sobre os costumes locais, para quem gosta de interagir com a cultura local, como eu, sem dúvidas essa é uma das melhores experiências. Saindo da parte sentimental do passeio, depois do jantar tem festa com música (instrumentos, bandinha e músicas locais).

Mas não se empolgue, porque a outra parte do passeio é acordar bem cedo no dia seguinte, pois precisamos ver o nascer do sol. Vou me abster de comentar sobre as maravilhas da natureza, é maravilhoso também.

Marrocos: Roteiro de 4 dias e o Deserto do Saara

Bom, ao fim dos encantamentos do nascer do sol, é servido o café da manhã, graças a Deus uma comida sem curry e logo após o café já fazemos um outro passeio de camelo de volta ao ponto de partida para Marrakech. Essa viagem é mais rápida, com paradas mais curtas, passamos o resto do dia na estrada e chegamos em Marrakech já no começo da noite. O hotel que ficamos é dentro da Medina e a poucos passos da praça Jemaa el fna, então a noite ainda fomos la dar uma voltinha, é bem legal.

Marrocos: Roteiro de 4 dias e o Deserto do Saara

No dia seguinte acordamos cedo, desta vez deu pra dormir um pouquinho mais, tomar um café sossegada. Saímos do hotel depois das 9am, tínhamos comprado um passeio para conhecer as cachoeiras de Ourika.

Marrocos: Roteiro de 4 dias e o Deserto do Saara

É um vale com restaurantes ao pé da montanha, um lugar agradável para passar o dia. Eu, como ja estava ali queria conhecer tudo, então fizemos o passeio que sobe pelas cachoeiras, é uma caminhada/subida de mais de uma hora, eu não sou das mais atletas, ainda assim não achei a trilha pesada, na maior parte do passeio as pedras são regulares, o que facilita a caminhada e a paisagem, vale super a pena. No passeio esta incluso o transfer do hotel até Ourika, o passeio/trilha com uma guia local que é super simpático e atencioso e um almoço (com curry ..rsrs). Voltamos do passeio por volta das 4pm.

Após o passeio de Ourika, voltamos ao hotel, demos uma volta pela Medina e logo fomos nos arrumar por que havíamos programado um jantar com shows culturais. Ahh, uma detalhe que vai desanimar a galera da cerveja: no Marrocos, assim como em todos os países muçulmanos, eles não bebem nada alcoólico por questões religiosas. Não peça nada alcoólico nos restaurantes que você acabará por ofender o marroquino. Cerveja, vinhos e cia somente são vendidos nos supermercados de redes grandes, eu particularmente não passei perto de nenhum supermercado.

Voltando ao jantar, fomos a uma casa de shows. Ao comprar o ticket, te da direito a assistir as apresentações culturais e ao jantar, além do transfer de ida e volta. Somente lá conseguimos pedir um vinho (ufaaaaa), as apresentações são super legais e o pessoal do atendimento, como sempre, super atencioso.

Marrocos: Roteiro de 4 dias e o Deserto do Saara

Chegamos ao nosso último dia, como o nosso voo era só a noite, tiramos este dia para conhecer a Medina de Marrakech e comprar suvenirs. A medina de Marrakech é um dos patrimônios da UNESCO, foi fundada por volta do ano 1071, então, obviamente recomendo o tour guiado. Os guias trabalham com grupos pequenos e até da para fazer um tour individual, eles são super “easy going” e no Marrocos tudo é negociável. Eu peguei EUR 25,00 (total) para um tour com 2 horas de duração para 5 pessoas. Eles explicam sobre as histórias de cada portal de entrada, muito sobre a cultura Muçulmana, e toda a história de Marrakech, vale muito a pena.

Ao final da tarde, arrumamos a malas e partimos, cheios de experiências culturais e vivências novas a serem guardadas no nosso coração.

Para saber mais sobre Marrocos e o Deserto do Saara, confira o post do blog parceiro “Tire a bunda do sofá” clicando aqui.

Share:
Escrito por Ana Luna
Fez intercâmbio, trabalha com turismo, viajou por aí e queria um espaço pra dividir suas experiências! Também é colaboradora do Maroon 5 Brasil