SANTOS: Museu do Café

Estive em Santos recentemente e confesso que a cidade me impressionou! Não esperava tanta riqueza cultural em um só lugar. O que mais me chamou atenção foi o centro histórico, onde boa parte das construções antigas estão conservadas e restauradas. Pra quem curte coisas antigas como eu, é de brilhar os olhinhos e cair o queixo!

Assim que cheguei lá, a Karina (que também aparece aqui pelo blog às vezes) logo me levou pra conhecer a cidade! A primeira parada foi a Praça Mauá onde a Prefeitura está instalada e logo em seguida fomos comer pasteis no Café Carioca, bar tradicional da cidade, ao lado da prefeitura. Ele funciona desde 1939 e vale super a pena a visita! Peça o pastel de queijo, sente e aprecie este que é o pastel imperdível da cidade!

 

Acabamos de comer e corremos para o Museu do Café (ou Bolsa do Café). Logo na entrada você já é impactado pela incrível arquitetura desse lugar. É simplesmente lindo e quem vai a Santos não pode deixar de conferir de perto a história do café na cidade. Na real, Santos nunca produziu café. A participação da cidade era na exportação dos grãos, devido ao porto de Santos, que é o maior da América Latina. Foi o café que fez a cidade crescer e se tornar o que é hoje. Assim que chegamos, fomos prontamente guiadas pelo Pedro, que trabalha por lá e nos explicou tuuuudo, com todos os detalhes! hahahah Se vocês forem ao museu, recomendo muito que seu guia seja ele 😉 O museu oferece inúmeras opções educativas para os que visitam o local, portanto para quem vai, só tem a ganhar!

[envira-gallery id=”1470″]

De quebra no final ainda fizemos uma aula INCRÍVEL de degustação de café, feita pelo Alisson! Essas aulas são super concorridas então se você tiver interesse CORRE PRA POR SEU NOME NA LISTA! A aula fecha a experiência com chave de ouro: não dá pra sair do museu sem provar uma xícara de café! 😀 e ainda desafia quem não toma café sem açúcar. Juro, não precisa de açúcar nenhum! hhahahah e você ainda sai sabendo um pouco mais sobre os grãos e suas propriedades! É fantástica! Provamos três cafés de diferentes regiões do Brasil: São Paulo, Minas Gerais e Cerrado. São completamente diferentes e a experiência é incrível!

[envira-gallery id=”1473″]

Uma parte que eu curti bastante são as frases que ficam em umas paredes específicas do museu. São relatos enviados por pessoas comuns contando o que o café lembra para elas. E a medida em que você vai lendo, você percebe que a lembrança do outro também forma a sua lembrança! É super bacana! E pra você, o que o café lembra?

Para saber mais sobre o museu, horários, valores e a agenda de eventos, acesse: http://www.museudocafe.org.br/o-museu/informacoes/

Continue Reading

Sightseeing agora em SP!

Para quem costuma viajar apenas a passeio, a opção Hop on/Hop Off é bem conhecida. Sempre via em San Francisco e também vi bastante em Londres. Em resumo, é um ônibus que passa pelos principais pontos turísticos da cidade, e com áudio guiado é possível ouvir em vários idiomas sobre a história do local em que o ônibus está passando naquele momento. Agora em SP, é super útil tanto para os turistas como para os locais que não conhecem muitos detalhe da cidade.

Usei em Roma e achei que valeu muito a pena! O ônibus possui dois andares e com vista panorâmica. Em alguns o wi-fi é liberado (em outros, não funciona). A opção está disponível em São Paulo desde março, e sempre vejo o ônibus quando estou no centro da cidade.

O ticket custa R$40 com duração de 24hs a partir do seu início, e a venda acontece apenas dentro do próprio ônibus do sightseeing. Aceita dinheiro e cartões de debito e crédito. Possui 3 opções de áudio: português, inglês e espanhol. Vale também para entrada em museus: catavento cultural, masp, casa das rosas, museu afro brasil, museu de arte sacra e museu do futebol. (uma pena o Museu do Ipiranga ainda estar fechado :/)

Com 3 saídas diárias:
De segunda a sexta-feira: às 9h, 11h20 e 14h10; Aos sábados: às 8h, 10h30 e 13h30, da parada 1 – República. É possível iniciar o passseio embarcando em qualquer ponto de parada do circuito. O trajeto envolve: praça da republica, pacaembu, paulista, ibira, centro cultural sp, liberdade, pateo do colégio e teatro municipal

Para mais informações: http://www.cidadedesaopaulo.com/sp/br/linha-circular-turismo

Continue Reading

Love’s in the Air – uma noite no Ruella

Me desculpem por já começar com um clichezão. Na última semana comemorei aniversário de namoro e queria ir num lugar romântico e que nunca tivéssemos ido.
O primeiro lugar que pedimos orçamento para casar foi o Ruella, mesmo sem nunca ter pisado lá. As fotos são sempre incríveis e te convencem de que ali é o lugar perfeito para estar com seu par.
Fizemos reserva pelo telefone para o mesmo dia. Chegamos numa terça feira de noite super quente… O lugar é realmente tudo que eu tinha imaginado: romântico, agradável, calmo e com uma trilha sonora muito gostosa.

Ruella. Foto: site oficial
Ruella. Foto: site oficial

O cardápio é bem extenso e variado, mas apesar do nome ser Ruella Bistrô, pouco se assemelha a um menu de casas desse gênero. Você vai encontrar pratos com temperos orientais e comidinhas com um quê de exótico.
Para começar (não estava podendo consumir álcool) tomei um drink com frutas vermelhas e água com gás. Muito gostoso e custava o mesmo que um suco (algo em torno de 18 reais, achei o suco caríssimo).
Como nunca tínhamos ido lá pegamos uma entrada chamada pot-pourri, na qual vinham quatro canapés diferentes, sendo duas unidades de cada variedade. Bacana para experimentar, mas eu não pediria novamente… Iria direto ao prato principal: um risoto de camarão com cury picante. Duas coisas que amo são camarão e pimenta. Juntas então é pura alegria. Pedi uma pimenta da casa e fui surpreendida por uma geléia de pimenta absolutamente deliciosa 💗 Ah, vale dizer que o risoto é sem miséria! Lotado de camarões, hummm 😋
Nessa altura do campeonato eu já estava satisfeita, mas meu noivo disse: já que estamos aqui vamos pedir uma sobremesa. Escolhemos os profiteroles com Nutella e sorvete de creme e como sempre quase brigamos para decidir quem merecia comer mais (brincadeira, até que fomos pacíficos).
Achei os valores de acordo com o serviço e ambiente da casa. A única ressalva, como já mencionei antes é que eu pularia a entrada, até porque os pratos são bem servidos até para pessoas que comem bastante como eu! Vale muuuito a visita, com certeza voltaremos.
Outro ponto: não recomendo para dias de fossa porque das 10 mesas que estavam ocupadas 9 eram casais apaixonadinhos. #ficaadica

Para quem quiser conhecer: R. João Cachoeira, 1507 – São Paulo | Facebook | Site

Continue Reading