Texto por: Renato Bodeman

Vivaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaa Las Vegas! Pronto, agora que fiz a referência a Elvis Presley, já posso tirar isso do caminho e falar sobre a tão comentada cidade do pecado.

Sendo fã da rainha suprema Britney Spears e aproveitando que eu estava passando por uma temporada em Los Angeles, na Califórnia, decidi pegar um fim de semana para dar um pulinho em Vegas e presenciar a residência Piece Of Me, no Planet Hollywood. Mas como estamos em crise e o dólar continua uma loucura, resolvi fazer disso uma aventura gastando o mínimo, aproveitando o máximo e sempre mantendo a fé de ganhar uma fortuna nos cassinos.

Para chegar lá, subi em um ônibus da empresa Greyhound, que saía de Los Angeles e deixava em Las Vegas por um precinho camarada, apenas 16 dólares o trecho (comprei ida+volta por 42 dólares, já com as taxas). A viagem durou cerca de 8 horas, com algumas paradinhas estratégicas para esticar as pernas. Além disso, os ônibus são bem confortáveis e oferecem wi-fi e tomadas, o que fez com que a viagem até lá não ficasse tão cansativa.

Em relação à hospedagem, por motivos de verba, não consegui ficar em nenhum dos hotéis incríveis que ficam na Las Vegas Blvd, em um trecho conhecido como The Strip, que é uma espécie de Avenida Paulista onde todos os hotéis, cassinos e fervo acontece. Acabei me hospedando em um hostel super agradável chamado Hostel Cat que, embora não fique no centro, fica mais ao norte da Las Vegas Boulevard e dá pra ir super tranquilo pro fervo.

Aliás, uma dica de ouro: Se você puder, conheça Vegas durante a semana. Os preços das diárias nos hotéis do Strip ficam BEM MAIS em conta. Por exemplo: Numa quarta-feira, uma diária no Planet Hollywood, hotel onde a Britney Spears faz seus shows, custava em torno de 50 dólares. No fim de semana, o preço pulava pra 350.

O meu roteiro para Vegas era: chegar na sexta-feira, dar uma turistada, ver o show da Britney no sábado e voltar no domingo de manhã. Então, como eu estava com muito pouco tempo na cidade, resolvi focar minhas atenções no Strip e ver o máximo possível de coisas.

Para me locomover, em vez de gastar horrores com Uber e Lyft, comprei um ticket de transporte da RTC que custava 20 dólares e me dava acesso a uso ilimitado dos ônibus por 3 dias, além de que os ônibus são daqueles double-decker e são 24h.

Na sexta-feira a noite resolvi curtir uma boate em Las Vegas, e acabei escolhendo ir na Piranha Nightclub (MELHOR NOME). É nessa boate onde se apresentam algumas drag queens do RuPaul’s Drag Race e nessa noite eu consegui ver apresentações de Shannel, India Ferrah, Yara Sofia e algumas outras queens locais incríveis. Não paga nada para entrar. O chato é que, assim como em Los Angeles, a farra acaba às 2h da manhã. 🙁

Agora vamos falar sobre os hotéis do The Strip. Não é novidade para ninguém que o grande barato de Las Vegas é justamente conhecer os cassinos e a vida noturna da cidade. Sendo assim, todos os cassinos acabam ficando dentro dos hotéis que, por sua vez, são verdadeiros empreendimentos temáticos, com direito a shoppings, teatros, bares, boates e claro, os cassinos. Dei um rolêzinho nos principais hotéis e digo aqui o que achei de cada um:

Luxor: Em forma de pirâmide, o hotel possui uma temática egípcia e conta com uma exposição paga sobre o Titanic.

Luxor

New York New York: Com temática americana (duh), o hotel tem lojas temáticas da M&Ms, Reeses e tem até uma montanha-russa! Lá também tem uma franquia da hamburgueria Shake Shack, uma ótima opção para lanche.

Caesar’s Palace: É provavelmente o maior hotel da região. Como o nome sugere, ele tem uma temática romana e um shopping repleto das grifes de luxo. Depois de ficar rico nos cassinos, provavelmente é pra lá que a gente vai torrar tudo. Céline Dion atualmente faz os shows de sua residência no local. (Aliás, essa semana a bonita comemorou o marco de 1.000 shows lá)

Planet Hollywood: É A TERRA PROMETIDA. É ONDE A RAINHA SUPREMA E SALVADORA DA HUMANIDADE BRITNEY SPEARS FAZ A SUA RESIDÊNCIA. Enquanto todos os hotéis tem uma pegada mais adulta, o PH tem uma atmosfera bem mais jovem e divertida, talvez por causa dos shows mais voltados a esse público como já surtei anteriormente. Além da Britney, Jennifer Lopez e Lionel Richie também se revezam no The Axis, casa de shows/teatro do hotel. Em Março, os Backstreet Boys entram no rodízio de shows.

The Venetian: Lindo, Lindo. Todo trabalhado na Veneza, o hotel é provavelmente o mais bonito da região, na minha humilde opinião. Rola até uns passeios de barco para quem se interessar. O Blue Man Group faz shows nesse hotel, que tem uma ponte interligando com o hotel The Palazzo.

Como bom turista que sou, também aproveitei a oportunidade para ir tirar a já clássica foto na plaquinha “Welcome To Fabulous Las Vegas,” que tá lá desde 1959. Ela fica localizada bem no comecinho do The Strip e desde 2014 é alimentada por energia solar. Quando cheguei lá, não esperava ver uma fila considerável de turistas para tirar foto, mas a fila anda bem rápido. Como é um espaço público, há uma placa dizendo que não existem fotógrafos oficiais e ninguém está autorizado a vender nada, mas que é liberado tirar foto. No dia em que eu fui, havia um fotógrafo que ajudava as pessoas a tirarem suas fotos, sem cobrar nada, mas ele aceitava gorjetas e doações. Ele quem acabou tirando as minhas fotos lá.

That picture. #lasvegassign #lasvegas

Uma foto publicada por Renato Bodeman (@tatobodeman) em


Apesar de ter sido apenas por um fim de semana, a minha passagem por Las Vegas foi incrível. É uma cidade projetada para que todo mundo se divirta e aproveite o melhor da vida, e assim o fiz. ALÉM DO FATO DE QUE EU VI O SHOW DA BRITNEY SPEARS E FOI MARAVILHOSO! ELA É LINDA, PERFEITA, DANÇA DEMAIS E AINDA CONSEGUI GUARDAR UMA PENA QUE CAIU DA ROUPA DELA.

Para conferir todos os vídeos e fotos feitos pelo Renato, acesse o instagram dele: @tatobodeman



Posts Relacionados

Share:
Escrito por Ana Luna
Fez intercâmbio, trabalha com turismo, viajou por aí e queria um espaço pra dividir suas experiências! Também é colaboradora do Maroon 5 Brasil