Férias na Disney – Parte 1

Disney

Falar de Disney nunca é o suficiente, e nunca será completo. A empresa Disney vive em constante mudança, portanto saiba que se você esteve nos parques ou de Orlando ou da Califórnia em um ano, no ano seguinte muita coisa terá mudado.

Estive na Disney em 2012, com 20 anos. Primeiro é importante lembrar que não existe uma idade pra ir. Ninguém nunca estará velho demais para conhecer esse lugar. Ele é universal. Toda vez que lembro, parece que foi ontem, as lembranças ainda estão muito vivas na minha cabeça. Talvez pela representação simbólica que a viagem tem, talvez por ter sido minha primeira viagem internacional. Enfim, difícil esquecer essa viagem.

Viajei com um grupo de 50 pessoas, por uma empresa chamada La Fuente Turismo. Vou detalhar os serviços deles em outro post, porém em resumo tudo que posso dizer é: recomendo fortemente. São extremamente profissionais e responsáveis com cada pessoa que levam pra esse lugar mágico, não importa a idade.

Fomos a todos os parques, com exceção dos aquáticos. A viagem teve duração de 15 dias, o que achei perfeito para tudo que estava incluso na programação. Nesta série de posts sobre os parques, darei dicas e sugestões. Eu penso que 15 dias são suficientes, mas se você tiver menos tempo, você pode consultar um exemplo de itinerário de 1 semana. Ficamos hospedados dentro do complexo Disney (Disney’s All-Star Movies Resort). Lá os valores são bem mais altos no quesito acomodação, porém você paga para estar inserido 100% do tempo no modo Disney de viver. Mas não perde nada se ficar em algum outro hotel da International Drive, a principal rua de Orlando, na verdade você economiza dinheiro. Mas enfim, o hotel é um show a parte, e logo vou escrever só sobre ele!

Os parques, incluindo os da Universal, tem tamanhos diferentes, portanto alguns precisam de mais de 1 dia para serem explorados. O primeiro parque que fomos foi o Hollywood Studios (antigo MGM). Considero ele bem pequeno (para quem já foi ao Hopi Hari, é menor do que ele) e dá tranquilamente para ser visto por inteiro em um dia. Atrações favoritas: Hollywood Tower e Aerosmith Roller Coaster.

Os parques da Universal são bem grandes, por isso são divididos em 2 (Universal e Island of Adventure – onde está o do Harry Potter). Para esses parques, colocaria tranquilamente 3 dias. Por que? A parte do Harry Potter é muito cheia, e muitas pessoas tiram um dia só pra ver essa área do parque. Além disso, são muitos brinquedos e muitas filas, portanto pra aproveitar de forma completa e tranquila, recomendo 3 dias.

Animal Kingdom pra mim foi o parque menos legal (não digo chato porque nada na Disney é chato, sério). Recomendo então 1 dia para este parque. Atrações favoritas do Animal Kingdom: Musical do Rei Leão, Expedition Everest. Já o Busch Gardens, quando eu fui, choveu demais, portanto não consegui explorar o parque por inteiro nem ter a dimensão do quanto seria necessário pra aproveitar. Porém também recomendaria 1 dia. Atrações favoritas: Montanha russa da Cheetah.

Pra dar uma quebrada na rotina de parques, também indico que visitem Downtown Disney. Este lugar nada mais é do que uma junção de lojas que vendem os produtos licenciados da marca, porém fora dos parques. Você também encontra por lá a loja do LEGO, entre outras marcas super divertidas e que valem a visita e talvez a compra.

Logo em seguida, temos o EPCOT. Este é o parque projetado inicialmente para ser uma réplica do futuro. O EPCOT representa algumas nações, portanto o parque é dividido por áreas e países. Para este, recomendo 2 dias. É bem grande, e eu infelizmente não consegui ver tudo. Fora que também tem uma queima de fogos incrível a noite, antes do parque fechar. Fiquem até o final para assistir o espetáculo IllumiNations: Reflections of Earth, é lindo demais! Atrações preferidas: Soarin’, The Seas with Nemo &Friends e Mission Space.

Importante frisar que na época do verão americano (MAI-JUL) chove bastante em Orlando, apesar do calor. Se a chuva for muito intensa, os parques cancelam atrações e fecham determinados brinquedos ou o parque como um todo. Um exemplo disso é que não conseguimos assistir ao espetáculo Fantasmic, no Hollywood Studios 🙁 e fomos embora cedo do Busch Gardens por conta da chuva e da queda de árvores no caminho.

Recomendo a divisão por dias de cada parque, pois quando você faz a compra do seu ingresso de forma individual ou até mesmo com empresas, eles são vendidos por combos, com diversas datas de validade e limite de parques por dia. Portanto, esse cronograma deve estar bem claro quando forem comprar as entradas.

Acredito que o parque mais amado e aguardado por todos é o Magic Kingdom. Ele é um parque relativamente pequeno e até um pouco infantil (mas quem liga, não é mesmo? :P), dividido em 6 áreas: Main Street USA, Adventureland, Frontierland, Liberty Square, Fantasyland e Tomorrowland. Porém ao longo do dia acontecem várias paradas com os personagens, além de shows pelo parque. Algumas atrações são obrigatórias para quem vai neste parque. Splash Moutain é uma delas. Quando fomos, era exatamente o dia 4 de julho, então o parque estava todo enfeitado com as cores da bandeira dos Estados Unidos. E também tem a queima de fogos de noite, com o espetáculo que envolve o castelo e toda a magia Disney. É bom tirar um dia inteiro só pra esse parque.

Sea World também é possível ver em 1 dia. Não curto mais este parque e lembro que no dia algo tinha acontecido que não curti o passeio. Porém tem a apresentação da Shamu. Hoje, sou completamente contra este tipo de espetáculo e sinceramente recomendaria que todos refletissem sobre o financiamento deste tipo de tratamento aos animais. Para saber mais, vale a pena conferir a página do Blackfish.

Para a alimentação, a Disney tem de tudo. É um ambiente preparado para todos os gostos, todas as pessoas e suas condições. O que mais me chamou a atenção é que tudo tem uma incrível acessibilidade por lá, e é possível notar facilmente pessoas com suas cadeiras de roda e até idosos perambulando pelos parques. A Disney é de todos e feita para todos. <3

Este assunto rende muuuitos outros posts, porém espero que tenha sido uma boa explicação para uma primeira abordagem 🙂 No próximo vou contar dicas e um pouco sobre o hotel que ficamos. E você, já esteve na Disney?



Continue Reading

4 de julho

Hoje é comemorado o dia da Independência dos Estados Unidos. Já passei duas vezes essa data na terra do tio Sam, e posso dizer que nas duas vezes as expectativas eram bem altas, mas nada que me surpreendesse. Na verdade, o único e grandioso fato que me surpreendeu era perceber o quanto os americanos são patriotas e têm orgulho de sua nação. Confesso que nesse ponto, me deu uma invejinha.

Em 2012, eu estava na Disney em Orlando, e como era a primeira vez que eu tinha viajado para fora do país, imaginei que veria uma festa do tamanho das nossas de Ano Novo. O parque do dia era o Magic Kingdom, e a decoração era toda baseada na bandeira americana. Alguns fogos de artifício marcaram aquele dia, porém nada muito grande. E a reprodução da bandeira em vários lugares, inclusive no lago que corta o parque.

No ano seguinte, estava em San Francisco e não tive aula nesse dia por conta do feriado. Ao longo do dia víamos pessoas com suas roupas estampadas com a bandeira americana, esbanjando criatividade e patriotismo. As ruas cheiravam a churrasco, pois as famílias estavam fazendo o famoso ‘barbecue’ de 4 de julho. A cidade inteira se locomoveu até o píer para ver a queima de fogos. Nada muito impressionante na minha opinião, mas marcou a data em minha mente.

O que mais me marcou foi a paixão que os locais sentem por seu país. Espero que um dia tenhamos motivos pra sentir o mesmo orgulho do Brasil.

GEDSC DIGITAL CAMERA
Magic Kingdom, 2012.
Continue Reading