SANTOS: Museu do Café

Estive em Santos recentemente e confesso que a cidade me impressionou! Não esperava tanta riqueza cultural em um só lugar. O que mais me chamou atenção foi o centro histórico, onde boa parte das construções antigas estão conservadas e restauradas. Pra quem curte coisas antigas como eu, é de brilhar os olhinhos e cair o queixo!

Assim que cheguei lá, a Karina (que também aparece aqui pelo blog às vezes) logo me levou pra conhecer a cidade! A primeira parada foi a Praça Mauá onde a Prefeitura está instalada e logo em seguida fomos comer pasteis no Café Carioca, bar tradicional da cidade, ao lado da prefeitura. Ele funciona desde 1939 e vale super a pena a visita! Peça o pastel de queijo, sente e aprecie este que é o pastel imperdível da cidade!

 

Acabamos de comer e corremos para o Museu do Café (ou Bolsa do Café). Logo na entrada você já é impactado pela incrível arquitetura desse lugar. É simplesmente lindo e quem vai a Santos não pode deixar de conferir de perto a história do café na cidade. Na real, Santos nunca produziu café. A participação da cidade era na exportação dos grãos, devido ao porto de Santos, que é o maior da América Latina. Foi o café que fez a cidade crescer e se tornar o que é hoje. Assim que chegamos, fomos prontamente guiadas pelo Pedro, que trabalha por lá e nos explicou tuuuudo, com todos os detalhes! hahahah Se vocês forem ao museu, recomendo muito que seu guia seja ele 😉 O museu oferece inúmeras opções educativas para os que visitam o local, portanto para quem vai, só tem a ganhar!

De quebra no final ainda fizemos uma aula INCRÍVEL de degustação de café, feita pelo Alisson! Essas aulas são super concorridas então se você tiver interesse CORRE PRA POR SEU NOME NA LISTA! A aula fecha a experiência com chave de ouro: não dá pra sair do museu sem provar uma xícara de café! 😀 e ainda desafia quem não toma café sem açúcar. Juro, não precisa de açúcar nenhum! hhahahah e você ainda sai sabendo um pouco mais sobre os grãos e suas propriedades! É fantástica! Provamos três cafés de diferentes regiões do Brasil: São Paulo, Minas Gerais e Cerrado. São completamente diferentes e a experiência é incrível!

Uma parte que eu curti bastante são as frases que ficam em umas paredes específicas do museu. São relatos enviados por pessoas comuns contando o que o café lembra para elas. E a medida em que você vai lendo, você percebe que a lembrança do outro também forma a sua lembrança! É super bacana! E pra você, o que o café lembra?

Para saber mais sobre o museu, horários, valores e a agenda de eventos, acesse: http://www.museudocafe.org.br/o-museu/informacoes/

Continue Reading

Guia da Baixada Santista – parte 2

Na primeira parte do Guia da Baixada Santista, feito pela Karina Carneiro, que você pode conferir clicando aqui, falamos um pouquinho sobre Santos. Agora vocês poderão conferir uma outra faceta da cidade, na parte 2 desse especial!

Centro histórico: Se você gosta de história, arquiteturas antigas, com certeza vai se apaixonar! Sua parada obrigatória terá de ser no centro histórico, onde muitas casas do século XIX e início do século XX foram conservadas para manter viva a tradição do lugar. A Rua XV de Novembro é um dos lugares mais incríveis desta parte do lugar. Casas, arquiteturas, o próprio lugar acaba te remetendo a uma viagem interior.

Outro lugar muito legal de visitar é o Museu do Café, mais conhecido por aqui como a Bolsa do Café, símbolo de Santos por ser uma das principais exportadoras de Café do País. Aviso que qualquer coisa daquele lugar é maravilhosa. Arquitetura, e todos os alimentos vendidos por lá. Ir na Bolsa e não tomar café é uma ofensa a qualquer um! E pode ter certeza, que você também vai encontrar o brigadeiro de café que é incrível e dificilmente você provará algo deste tipo!

E claro, você precisa ir até a Praça Mauá, encarar uma viagem aos famosos bondinhos que existiam nos anos 20! Através dele, você viajará através da história do lugar e tenho certeza que se encantará com o roteiro. Confesso que como moradora, eu nunca fiz essa viagem afinal o povo sempre pensa ‘nossa, mas isso é coisa de turista’. Mas juro que é pura falta de tempo, porque sou louca pra conhecer a cidade através do bonde!

Seguindo pelo caminho, você se dará conta com a Igreja do Valongo, uma das mais bonitas e tradicionais da Cidade. Datada com sua construção em 1689, foi restaurada e é cuidada para manter às tradições do lugar. Uma das igrejas mais procuradas pelos moradores para realizações de casamento, a lista de espera por uma data pode chegar em até dois anos e meio.

Ainda no Valongo e na mesma rua, temos a Estação de trem do local, construído como uma cópia reduzida da Victoria Station, de Londres, e representa o melhor exemplo da arquitetura vitoriana do século XIX.

E não podemos esquecer do Monte Serrat. Um dos lugares mais visitados por turistas de todas as regiões, o local abrigada o antigo Cassino da Cidade. Hoje em dia, os salões são bastante utilizados para eventos da alta sociedade ou para visitações. Também poderá ver o Santuário de Nossa Senhora de Monte Serrat, padroeira de Santos. O acesso ao local pode ser feito através dos bondinhos que sobrem o morro, ou pela tradicional escada do Monte Serrat, onde os moradores costumam utilizar para exercícios, e onde acontece anualmente o famoso evento da Descida das Escadas de Monte Serrat.

Monte serrat

Foto: Monte Serrat. Fonte: Internet.

Museus e passeios culturais: Sim, a cidade também conta com diversos passeios culturais que merecem ser vistos e explorados. Por ser uma cidade litorânea, você encontrará muitos museus do tipo, como o Museu de Pesca, Museu do mar, e o Aquário de Santos, onde habitam animais marinhos para visitação.

Para conhecer um dos teatros mais belos do País, a visita ao Coliseu é essencial. O local te leva para muito longe, pensando em como seriam espetáculos no século XIX com a alta sociedade fazendo do evento um grande momento. Muitos falam que é o Albert Hall (um dos mais conhecidos teatros de Londres) brasileiro!

teatro coliseu
Foto: Teatro Coliseu. Fonte: Internet.

Durante as noites? Bom, como diversão após toda essa aula cultural, você terá diversos bares na cidade do Gonzaga. Se já prefere uma coisa mais agitada, vai encontrar diversas baladas no centro histórico, próximos à rua XV de novembro.

Independente do que você vem fazer em Santos, com certeza vale olhar com carinho pra cidade. Ela está de portas abertas te esperando. Você vai conseguir ter uma noção do porque os santistas idolatram tanto o lugar, provocam os turistas com a conhecida frase “eu moro onde você passa as férias”, vai começar a falar Tu com freqüência, vai chegar na padaria pedindo médias ao invés do pão francês e vai se guiar através dos canais, com um típico local.

Visite a cidade de Santos que você vai ver. Ela vai estar pronta pra te receber de braços abertos!

Continue Reading