Museu do Futebol – SP

A vida tá corrida, tá dificil vir aqui postar, mas não poderia deixar de registrar por aqui e contar pra vocês como foi minha visita ao Museu do Futebol, em São Paulo. É literalmente uma vergonha eu nunca ter ido nesse museu, já que moro bem pertinho do Pacaembu. Já estive por lá várias vezes para assistir jogos, mas não tinha feito a visita obrigatória ao Museu do Futebol.

Os criadores aproveitaram muito bem os espaços abaixo da arquibancada ao criarem o museu. Logo na entrada você já se depara com inúmeros cartazes e bandeiras relacionadas ao esporte. Se você ama futebol, o lugar é rico em detalhes e muita história. Reserve umas 2 horas para conferir tudo de perto e abra bem o olho, porque lá dentro é escurinho!

Com várias atrações multimídia, você encontra a história do estádio, o crescimento do futebol masculino e o feminino, histórias de jogadores importantes para o futebol brasileiro, enfim. É uma verdadeira relíquia que você DEVE conferir de perto. Curti bastante e confesso que é muito melhor do que o Museu do Pelé, que contei anteriormente pra vocês.

Vejam as fotos agora mas agendem a visita ao Museu do Futebol o quanto antes!

Continue Reading

Exposição ‘Silvio Santos Vem Aí’

Neste feriado de Carnaval, minha amiga Karina (que costuma aparecer aqui no blog às vezes) veio aqui em casa e resolvemos fazer um passeio turístico/cultural. E como boas crianças dos anos 90, brasileiras e doidas por comunicação, não deixamos de conferir a exposição que está rolando no MIS sobre o maior comunicador deste país: Silvio Santos!

Não vou contar aqui toooda a exposição. Vou apenas dizer que vale MUITO A PENA a visita e que todos vocês precisam ir e ver de perto! Que se você gosta de comunicação, história e um exemplo de vida inspirador como Silvio Santos, você precisa ir até o MIS.

A exposição conta a história de vida de Tio Silvio, desde seu nascimento até hoje, passando por perdas, ganhos e triunfos. Então corra, porque estará aberta até dia 14 de março!

Continue Reading

Museu do Pelé

Considerando quem é o Pelé e toda a sua história, eu esperava muito mais do museu inteiramente dedicado a ele. O prédio onde está localizado o museu encontra-se de frente para a Igreja do Valongo, e foi totalmente reformado para abrigar o museu do rei.

Em tese, o museu é muito grande para tudo que foi colocado por lá. Sabemos que há muita história para contar, muita coisa para se ver. E considerando a figura que ele é, e o que o museu representa, deixou a desejar.

O museu estrutura-se da seguinte maneira: Logo na entrada, você se depara com o bondinho que faz um tour pela cidade (que não tem nada a ver com o museu do Rei, na verdade. Mas foi transferido para lá para atrair pessoas até o museu. Também fomos nele! Aguardem o post hahahaha). Assim que você se depara com o museu, percebe que a construção é antiga e restaurada, como quase tudo em Santos, já que a cidade possui um projeto de restauração do centro histórico, com abatimento em impostos.

No hall de entrada é possível conferir uma loja de souvenirs relacionadas ao Santos e ao Pelé, e na frente há uma lanchonete. Nada que me chamasse a atenção de início. Quando adentramos à parte dedicada ao museu, é possível ver vários andares dedicados ao Rei, com imagens, objetos, muitos troféus e faixas de campeão, porém um tanto quanto vazios e ‘vazados’. Existe uma ordem cronológica para ver os objetos lá dentro.

Começamos no térreo, onde estão itens de sua história, como meiões, chuteiras utilizadas em jogos importantes, contratos e fotos antigas, além de vários objetos. O indicado é você subir até o último andar e descer todos os andares, para a visita terminar onde começou. Cada título mundial equivale a um andar, sendo que a Copa de 1970, do México, possui dois andares. As pessoas se aglomeram ao lado de uma estátua do Rei, que fica em um desses dois andares dedicados à 1970, para garantir a tão sonhada selfie.

Para quem é santista, gosta de futebol e acompanha a história do Pelé, é um bom passeio a se fazer. Custa R$5 e é relativamente rápido de visitar por completo.

Continue Reading